Pages

Thursday, 27 January 2011

"O Pacto ", Gemma Malley

O CRIME DE TER NASCIDO

Título Original: The Declaration (2007)
Autor: Gemma Malley
Editora: Editorial Presença
Colecção: Noites Claras
Nº Páginas: 289
ISBN: 978-972-23-4164-6
Género: Ficção Científica, Romance

Sinopse: "Planeta Terra, ano 2140. A ciência oferece aos humanos a possibilidade de se tornarem imortais, mas, dada a escassez de recursos, a imortalidade só é garantida à custa da renúncia à descendência. O Pacto é o compromisso que sela tal decisão. Quebrá-lo é ir contra as leis da Natureza, e as consequências são aterradoras. Anna conhece-as demasiado bem. É uma Excedente, uma criança que não deveria ter nascido. Desde bebé que está em Grange Hall, a instituição que prepara todos os Excedentes para o terrível destino que os espera no mundo exterior. Mas um dia recebe a visita de Peter, um jovem Excedente que vem revolucionar para sempre a sua visão de si própria e do mundo… Uma estreia absolutamente original."

Opinião: Num mundo em que os seres humanos têm a possibilidade de viverem para sempre devido a um medicamento chamado, "Longevidade", os recursos naturais tornam-se escassos e a única maneira de sobreviver é renunciando ao direito de ter filhos. Para tal, os seres humanos assinam o Pacto tornando-se Legítimos. Quebrá-lo traz consequências indesejáveis: os progenitores são presos e as crianças - chamadas Excedentes - são enviadas para instituições onde lhe ensinam que não têm o direito de viver e estão a roubar os recursos pertencentes aos Legítimos; instituições onde aprendem a odiar os seus pais por terem desejado o seu nascimento. 

É em Grange Hall que vive Anna, desde muito nova, e onde aprende que para reparar os crimes dos seus pais tem de se esforçar para ser um bom Excedente. Tudo corre bem em Grange Hall,  com Anna a esforçar-se  para se tornar um Bem Valioso até ao dia em que Peter surge e lhe mostra que nem tudo é preto e branco. Peter vem revolucionar o modo de Anna pensar, levando-a a descobrir que tudo o que aprendeu em Grange Hall não passam de mentiras e existe um mundo à sua espera cheio de surpresas para  descobrir.  

De início Anna consegue pôr-nos os nervos em franja - pelo menos a mim conseguiu. A lavagem cerebral sofrida em Grange Hall é tão profunda que Anna apenas pensa em  tornar-se o melhor Excedente de todos e não compreende que Peter é quem tem razão - os Excedentes têm o mesmo direito a viver que os Legítimos. Mas quando ela compreende todas as mentiras em que foi obrigada a acreditar senti logo simpatia pela personagem.  

A escritora apresenta-nos um mundo alternativo bastante fascinate, um mundo que me faz questionar como pode este livro ser classificado como literatura infanto-juvenil - talvez por causa da faixa etária das personagens principais, mas deviam ter em conta algum contéudo da história, especialmente o final. Mostra que por mais apelativa que possa ser a imortalidade, as consequências por si trazidas são muito superiores aos benefícios.  
Gostei muito desde livro - as passagens do diário proibido de Anna apesar de poucas, foram muito agradáveis de ler - com um final inesperado. Quem diria que a directora de Grange Hall tinha um segredo tão obscuro?   

4 comments:

  1. Fiquei muito curiosa :) Faz parte de alguma série?

    Beijinhos*

    ReplyDelete
  2. Ah Thannya... Estou como a Elphaba, super curiosa com este livro. Penso que é da mesma colecção que o "Se Eu Ficar" da Gayle Forman, não é? Essa colecção da Presença é maravilhosa... apesar de ser como dizes, mais direccionada a um público infanto-juvenil, a verdade é que qualquer young adult pode ler e ficar fascinado.
    Também estou curiosa com o "Shiver" que estás agora a ler... vou ansiosamente aguardar pela tua opinião.

    Beijinho*

    ReplyDelete
  3. Gostei de ler este livro, deixando-me passar por vários estados de espírito. Fiquei meio melancólica no fim. Mas gostei muito.

    P.S.: Elphaba, é uma série sim. Mas os livros seguintes ainda não foram publicados em português.

    ReplyDelete
  4. Elphaba, tal como p7 disse este livro faz parte de uma série de mais três livros que ainda não foram publicados em português.

    Patrícia, faz parte dessa mesma colecção - "Noites Claras". Também acho uma colecção muito gira e devo dizer que estou a adorar "Shiver". Até agora não desapontou.

    p7, também fiquei melancólica com o fim. :'( Um curto reencontro... Beijinhos e boas leituras!

    ReplyDelete