Pages

Monday, 17 January 2011

"Pátria", R. A. Salvatore

Título Original: Homeland (1990)
Autor: R. A. Salvatore
Editora: Saída de Emergência
Nº Páginas: 304
ISBN: 978-989-637-255-2 
Género: Literatura Fantástica


Sinopse: "Nas profundezas da terra e rodeada de trevas eternas, esconde-se a imensa cidade proibida de Menzoberranzan. Habitada pelos drows, os temidos elfos negros, Menzoberranzan é governada por um complexo sistema de Casas em constante batalha. No meio de uma dessas batalhas nasce uma criança com olhos cor púrpura.
A criança, Drizzt Do'Urden, destinada a tornar-se príncipe de uma das Casas, cresce num mundo vil onde a sua própria família não hesita em conspirar, trair e assassinar. Surpreendentemente, Drizzt desenvolve um sentido de honra e justiça completamente estranho à sua cidade. Mas haverá lugar para ele num mundo onde a crueldade é a maior virtude? Venha descobrir Drizzt, o elfo negro, uma das personagens mais lendárias da fantasia. E acompanhe-o na épica e intrépida jornada para longe de um mundo onde não tem lugar... em busca de outro, na superfície, onde talvez nunca o aceitem."

Opinião: Desde que "Pátria" foi lançado que dei por mim  a admirá- lo muitas vezes e a ler a sinopse vezes sem fim. Levei muito tempo a adquirir a obra pois não sabia muito bem o que esperar dela. Após a leitura de muitas opiniões positivas sobre esta obra decidi adquirir o livro para a minha biblioteca e vi-me a desfolhá-lo com muito gosto. 

Menzoberranzan é uma cidade subterrânea povoada pelos elfos negros, os Drows. Numa sociedade maléfica, os Drows precisam de andar com o olhar por cima do ombro. Nunca sabem quando uma adaga pode ser o seu fim. O culpado se não for apanhado a cometer o acto caminhará impune pela negra sociedade sem a preocupação de pagar pelo seu crime.

A história começa meras horas antes do nascimento de Drizzt. A casa Do'Urden, a sua casa, prepara-se para destruir a Casa DeVir para ascender na sociedade Drow. Drizzt nasce durante a batalha, sendo a energia do seu nascimento - as dores do parto da Matrona Malice - usada para destuir a Matrano e as sacerdotizas da casa DeVir. O pequeno bebé cor de ébano devia ser sacrificado à deusa Loth, a maquiavélica deusa aranha, mas no calor da batalha um assassinato é cometido permitindo a Drizzt crescer numa sociedade muito diferente de si. O rapaz de olhos cor de alfazema - cor nunca antes vista em nenhum outro elfo negro - transforma-se num exímio e inteligente guerreiro com um código de honra desprezado pelos habitantes de Menzoberranzan e com um coração cheio de compaixão e luz.    

"Pátria" teve como origem o cenário "Fogotten Realms", um universo do jogo RPG "Dungeons&Dragons". Foi a primeira vez que li um livro baseado num jogo e posso dizer que fiquei muito impressionada com a maneira como o escritor conseguiu transpor um universo complexo, cheio de personagens e locais, para as páginas de um livro.  
    
"Exílio", a continuação da história de Drizzt, é o próximo livro a ser publicado da "Trilogia do Elfo Negro". Espero que seja publicado em Fevereiro - devia ter sido publicado em Dezembro - pois este elfo negro de bom coração conquistou um lugar no meu imaginário.  

2 comments:

  1. Olá.

    Permita-me a correcção: diz-se (do jogo) que é do género RPG (Role-playing Game) e não "RPC". E diz-se Trilogia e não "triologia" (que não existe no vocabulário Português). =P

    P.S.: Igualmente, mal posso esperar pela edição da 2ª parte da trilogia. E que a seguinte (que é a anterior na cronologia editorial) também! :)

    ReplyDelete
  2. Z. Olá. Bem-vindo ao meu pequeno espaço.

    Obrigada pelas correcções. É normal que quando se escreve rapidamente algo saia mal. É claro que o vocábulo correcto é trilogia, dado que o prefixo é tri e não trio. Agradeço a chamada de atenção. :)

    ReplyDelete