Pages

Monday, 31 January 2011

"Shiver - Um Amor Impossível", Maggie Stiefvater

Título Original: Shiver (2009)
Autor: Maggie Stiefvater
Editora: Editorial Presença
Colecção: Noites Claras
Nº Páginas: 440
ISBN: 978-972-23-4451-7
Género: Romance Fantástico

Sinopse: "Sam e Grace são dois adolescentes que vivem um amor sublime e aparentemente impossível. Todos os anos, quando chega a Primavera, Sam, abandona a sua vida de lobisomem e recupera a forma humana, aproximando-se de Grace, mas sempre que regressa o Inverno, vê-se obrigado a voltar à floresta e a viver com a sua alcateia. Conseguirá o seu amor vencer os muitos obstáculos que ameaçam separá-los para sempre? Uma história cheia de aventuras e descobertas, mágica, original, que desafia a mente e enternece o coração."

Opinião: Grace é uma jovem de dezassete anos que está apaixonada por um lobo de olhos dourados. Anos antes esse mesmo lobo - Sam - salvou-a da sua alcateia esfomeada, quando esta tinha apenas onze anos. Desde dessa altura que Grace observa os lobos que vivem no bosque atrás da sua casa, durante o Inverno.

O que Grace não sabe é que esses lobos não são meros animais: durante o Verão são humanos e durante o Inverno transformam-se em lobos. Ao contrário de outos livros que já li, estes humanos quando se transformam em lobos perdem as suas emoções e os seus pensamentos humanos. Como lobo, Sam não consegue lembrar-se da sua vida como humano - apesar de não saber como, Sam consegue manter lembranças de Grace.      

Após o ataque a um rapaz chamado Jack, os lobos de Mercy Falls vêem-se perseguidos. É durante uma caçada que Grace e Sam - na sua forma humana - finalmente se encontram. Basta um olhar apenas para Grace saber que Sam é o seu lobo - e a sua história de um amor impossível inicia-se. 

Li muitas críticas negativas sobre este livro. Não compreendo bem o porquê pois achei este livro bastante interessante e com algo novo para revelar - até nos oferece duas pequenas histórias secúndarias. Confesso que algumas das personagens podiam ter sido um pouco mais desenvolvidas, mas o livro não pecou por causa disso. A relação entre Sam e Grace foi lindamente desenvolvida.   

Neste livro a mitologia dos lobisomens não é muito explorada. Sabemos que a transformação é originada devido às baixas temperaturas do Outono/Inverno e que cada lobo tem um determinado número de anos humanos, até se tornar em animal para todo o sempre.

Uma característica engraçada de Sam - pelo menos eu achei engraçado o que muitos acharam lamecha - foi a sua capacidade de "compor" letras de músicas, na sua cabeça, relacionadas com  situações em que se encontrava. Este mesmo Sam é uma personagem um pouco criticada por não agir muitas das vezes como um rapaz de dezoito anos. Mas vejamos: o Sam não é um rapaz comum! Desde os seus sete anos que Sam se transforma em lobo com a chegada do frio.

Muitos comparam este livro à saga Crepúsculo. Como nunca li a saga - nem faço tenções de ler após a atmosfera de loucura gerada em volta dos livros - não devo opinar muito sobre o assunto. Mas li algumas opiniões e  ouvi o resumo do último livro e acho uma comparação injustificada.

Apesar de ter adorado este amor impossível entre Grace e Sam, não sei se seguirei a saga. Porquê? Bem, na minha opinião o final do livro é perfeito - não ficaram pontas soltas. Algumas continuações tendem a complicar e a desapontar. E eu não quero ficar desapontada com a continuação.   

3 comments:

  1. Uau Thannya, deixaste-me cheia de vontade de correr até à Fnac ou outra livraria qualquer e comprar este livro. Acho a capa simplesmente linda e num mundo tão povoado por vampiros (embora eu goste xD), encontrar lobos é sempre uma lufada de ar fresco ... Fiquei admirada quando vi o livro numa estante e reparei o quão pequeno (de tamanho mesmo, não de páginas) ele é. Quase parece um livro de bolso, o que é super fofo.
    Gostei muito da tua opinião, o que veio aumentar ainda mais a minha vontade em ler este livro. :)

    Beijinhos! E diverte-te com a Mercy e os seus lobos ;)

    ReplyDelete
  2. Também adorei este livro, e, segundo sei a sequela não se foca no Sam e na Grace, mas sim num outro 'casal' totalmente diferente. Eles só aparecem em segundo plano, por isso não acredito que a sequela arruine isso.
    Já agora, achaste que a tradução estava boa? É que eu li em Inglês, mas ainda não tenho o livro e queria saber se a tradução e boa, antes de comprar em português. (Obrigada)

    ReplyDelete
  3. Patrícia, também acho este livro muito fofinho - capa, tamanho e conteúdo :P Caso adquiras "Shiver" ficarei à espera da tua opinião. Tal como eu me vou divertir com Mercy, tenho certeza que te vais divertir com a história de Sam&Grace.

    Ana, bem-vinda ao meu pequeno espaço. A tradução tem alguns erros - erros normais em obras traduzidas -, e as letras compostas por Sam soam muito melhor em Inglês. De resto, não acho que a tradução esteja má.

    Beijinhos e Boas Leituras ;)

    ReplyDelete